Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My life cupboard

My life cupboard

Adaptação

por Anabela, em 02.12.13

Como vos disse ontem, ainda me estou a tentar ajustar à Capital.

Neste momento, moro num pequeno apartamento com mais três pessoas - estudantes - e que no geral ainda se encontram numa fase diferente da vida.

Resumindo, eu vivo durante o dia, e eles são autênticos morcegos!

E a vida vai rolando assim, encontramo-nos por acaso, convivemos pouco, mas já posso afirmar que são pessoas maravilhas e com um coração gigante.

O dias passam da seguinte forma, eu levanto-me cedo e eles vão deitar-se, quando eu chego ao fim da tarde eles ainda estão a almoçar! Maneiras que é isto!

Os fins de semana são de sossego e paz, pelo menos quando não existem festas lá por casa.

Ainda não vos disse? Pois bem, as festas são todaaaaaaaaas lá em casa, mas mesmo todas! Sejam eles moradores ou não!

E bom... eu tento levar...

Se gosto? Não julgo. Nunca fui muito desse tipo de festas, mas compreendo a sua posição.

Agora estou numa fase de paz, quero ficar por casa com os amigos ( que estão longe, então é impossível!! ) a beber um copo de vinho, e pôr a conversa em dia ou ir ao cinema, jantar fora... programas mais pacatos.

Dou por mim a apreciar a calma, nesta cidade em que tudo está em constante movimento!

Aqui os dias passam velozes...e o tempo para nos dedicarmos a quem gostamos, e ao que gostamos é escasso.

Claro que também tenho os meus momentos. Claro que ainda cometo erros, loucuras, faço idiotices constantemente. E pior... cada vez tenho menos filtro o que pode ser caótico!! Isto de se dizer o que se pensa sem medir as consequências pode ser desastroso!

Mas como estava a dizer, continuo a gostar de sair, de beber e de me divertir, mas com "aquele" meu grupo que me entende por mais "borradas" que eu faça!

Agora, nesta fase da minha vida, aprecio os momentos de serenidade que vou tendo nos meus dias, sinto de forma invulgar saudades dos amigos que fiz ao longo dos meus 27 anos. Sinto que estou longe... e que a vida me leva, não sei bem para onde!

Agora, a prioridade é o trabalho, são os horários e a responsabilidade a eles inerentes.

É necessário crescer e tornar-me responsável, e viver um dia de cada vez, com a esperança de que o futuro só me reserva coisas boas!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D