Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My life cupboard

My life cupboard

Ciclos

por Anabela, em 14.11.13

É já amanhã que tudo vai mudar...

É amanhã que um novo ciclo começa...

Um ciclo que espero que seja próspero, cheio de coisas boas... sei que só sofremos na medida em que podemos aguentar, mas estes últimos sete anos têm sido longooooooooooooos.

Quase com 28, mudo-me para a capital, Lisboa, que meio a medo quero conhecer, entender e aprender a gostar.

Quero viver, acima de tudo viver... e para sabermos viver  precisamos aprender com os nãos que levamos da vida, com as rejeições, com as mágoas e com o coração partido em milhares de pedacinhos.

Ás vezes tudo o que precisamos para superar, é aprender a começar de novo, e a vida está a dar-me essa oportunidade!

Sei que nada vai ser como tinha planeado, uma das principais razões pela qual eu estava a aceitar bem esta mudança já não existe, mas ... 

E, neste vida, existe sempre um mas... Quem sabe se será melhor assim?!

Não podemos estar a contar com ninguém, apenas com nós mesmos, e tudo se supera com a ajuda dos amigos.

As saudades vão ser imensas, mas para isso temos uma panóplia tecnológica que nos ajuda a minimizar a distância.

É provável que da próxima vez que venha cá ao blog, eu já escreva a partir de Lisboa... e espero, espero mesmo, que seja o começo de algo bom para a minha vida!

É mesmo isto!

por Anabela, em 13.11.13

Ironias do destino

por Anabela, em 13.11.13

Foste entrando na minha vida devagar, devagarinho... sempre presente, sempre à espera, sempre paciente.

Parecia que nos conhecíamos de outras vidas. A conversa sempre fluia e não nos deixava indiferentes.

Conquistaste-me aos poucos com essa tua forma doce e cortez.

Uma amizade simplesmente perfeita!

Esperamos durante meses uma nova oportunidade de nos voltarmos a encontrar.

E quando aconteceu... foi mágico!

Cantaste e tocaste só para mim, uma das minhas canções preferidas ( Cavaleiro Andante, Rui Veloso), num lugar, também ele, mágico e sublime.

Sem tirar os olhos de mim cantavas:

"podes vir chorar no meu peito

longe de tudo o que é mau

que eu vou estar sempre ao teu lado..."

Uma vez mais fomos tocados pela magia, e o inevitável aconteceu...

Contudo, sem nada que o fizesse prever, na manhã seguinte a realidade bateu à nossa porta. A magia tinha terminado, a nossa amizade também... E foste levado para longe de mim, sem que eu consiga perceber o que aconteceu ou entender o porquê!

E a nossa amizade?

Logo agora que o destino te fez ser transferido para a mesma cidade que eu!

O destino brincou connosco, ou só comigo... já nem sei!

Tudo aquilo em que eu acreditava ruiu... ou será que nunca terá existido?

Bem... acho que vou continuar na dúvida!!

Gosto de ti

por Anabela, em 12.11.13

Gosto de quem gosto, amo quem amo e faço questão de o demonstrar. Mesmo que para isso receba em troca apenas desamor ou sofrimento.

Pelo menos tentei... sorri, sonhei e quis ver os outros felizes.

Amo profundamente os meus amigos, com uma profundidade que me é muito característica!

Amo e odeio na mesma medida!

Sofro com as suas dores e vibro com as suas alegrias.

A amizade é, para mim, o amor mais puro e verdadeiro que existe.

Gosto das suas qualidades e dos seus defeitos, pois é nos defeitos que as qualidades se realçam.

Já há alguns anos que alguém dizia: "a vida é feita de encontros e desencontros", e assim se caracteriza a amizade, e a nossa vida.. Onde há sempre pessoas a chegar e a partir.

Preciso de ti

por Anabela, em 12.11.13

Por vezes sinto uma vontade imensa de te escrever. Não que isso signifique que ainda te ame ou que ainda fazes parte de mim e da minha vida.

A verdadeira razão é que tanto tu como eu temos algo em comum, somos duas almas perdidas, destinadas a vaguear sem rumo.

Sinto falta de falar contigo porque apenas tu pareces entender este meu lado melancólico, desprovido de alegria ou qualquer humor, no qual me refugio vezes sem conta.

Por vezes dou por mim a olhar para o espelho, a ter diálogos maginários contigo. Somente para imaginar qual seria a tua opinião sobre o que se vai passando na minha vida. Sobre os meus eternos "começos" e as minhas tentativas de ser feliz.

Afinal de contas, durante muito tempo, foste tu o meu ombro para chorar, o meu pilar, e a única pessoa a ter paciência para as minhas crises existênciais.

Apesar disto tudo, o que mais me faz falta é a tua sinceridade grotesca.

Nunca floreaste as coisas, sempre foste sincero ao extremo mesmo que isso me custasse um milhão de lágrimas.

Vivo num universo de mentiras e aparências, onde tenho a honra de ter amigos, bons amigos. Contudo, ninguém entende este meu lado insatisfeito, taciturno e infeliz, como tu o entendias...

Não me posso queixar, a vida tem sido generosa comigo. Este ano é particularmente especial por esse mesmo aspecto.

Mas em vez de me habituar a estas malditas perdas, cada vez se torna mais difícil. Consegues explicar-me porquê?

Precisava da tua "maldita" sinceridade uma vez mais...

Precisava que fosses cruel comigo, que me dissesses exactamente aquilo que eu não quero ouvir... mas com a certeza de que serias sincero, como sempre o foste.

Hoje, voltei a sentir a tua falta... 

Comer e deitar fora...

por Anabela, em 11.11.13

Não consigo perceber os jogos de sedução... em que os homens usam e deitam fora, até mesmo quando homem e mulher são amigos.

Será que uma noite, uma simples noite, vale o fim de uma amizade?

Como é que se recupera de um choque destes?

Será que a amizade alguma vez fora verdadeira ou tudo não passava de puro interesse?

Estas são questões às quais infelizmente ainda não tenho resposta. 

São questões para as quais ainda não encontrei solução!

Alguma ideia de como resolver este assunto?

Fim de semana

por Anabela, em 09.11.13

Quando estava na faculdade, as minhas quintas-feiras eram sinónimo de loucuras, parvoíces e afins.

Em conjunto com uma das minhas melhores amigas cada quinta-feira se tornava especial e inesquecível. 

Três anos depois, ainda anseio por voltar a ter essas "minhas"/"nossas" quintas-feiras todas as semanas.

Porém, esta semana foi diferente. A sexta-feira foi o "meu" dia especial.

Recebi um convite, de uma pessoa pra cima de espectacular, que resolvi aceitar embora isso significasse ter que fazer cerca de 600 km no mesmo dia!

E ainda bem que o fiz...

Foi, sem duvida, A NOITE! E Castelo Branco foi o lugar escolhido, com a mais bela paisagem da região a partir das ruínas do Castelo.

Bebi, ri, conversei e aparvalhei como se não houvesse amanhã! E que bem que me soube...

Não existem fotos do momento, mas o coração tratará de o gravar num cantinho especial, para que eu jamais o esqueça.

Aqui deixo-vos a música que mais me tocou, ontem à noite!

Se esta música já era especial, então desde ontem que se tornou uma das músicas da minha vida!

Espero que para vós seja tão especial quanto o é para mim....

 

Bom fim-de-semana meus amores!!

Caminhadas

por Anabela, em 04.11.13

Chamem-me louca, mas adoro sair à rua quando está a chover. 

Quando tudo à nossa volta pede para ficarmos quentinhos à lareira, é quando eu mais tenho vontade de sair.

Adoro passear à chuva e estar à vontade sem ter que me cruzar com ninguém, apenas entregue aos meus pensamentos.

E como ajuda a clarear a mente, uma pequena caminhada!

Para confirmar o que digo aqui fica a opinião de uma especialista:

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D